• redação

Finanças para MEI | dicas para o microempreendedor

A falta de experiência em algumas áreas, como finanças, é algo que geralmente marca as iniciativas do Microempreendedor Individual (MEI). Normalmente o profissional tem a experiência técnica ou operacional, mas quando o assunto é fazer controles e planilhas, principalmente para gerenciar as finanças e entender mais sobre fluxo de caixa, acaba sendo um bicho de sete cabeças para os empresários.

Lidar com o dia a dia do negócio, obrigações e deveres, clientes e toda a gestão já é por si só muito trabalho para o MEI. sabemos que parar para pensar nos detalhes de finanças pode parecer muito complexo no começo, porém o fato é que saber certinho como está a saúde financeira da sua empresa abre inúmeros caminhos para o empreendedor.

É essa organização que lhe dará segurança de tomar decisões sobre onde investir ou se é hora de procurar ajuda ou crédito em alguma instituição para obter o controle financeiro do MEI.

Por isso, elencamos os principais aspectos financeiros que você precisa se atentar desde antes de começar suas atividades como MEI.


Separar as contas

A boa administração começa a partir da separação daquilo que é patrimônio pessoal do que é patrimônio da empresa. Muitos não abrem uma conta só para o negócio e usam suas contas bancárias de Pessoa Física. Ou seja, misturam as receitas da Pessoa Jurídica com as de outras fontes, como salário do empregado ou recebimentos por aluguéis, por exemplo. Fica mais complicado gerenciar não só o que entra, mas também o que sai do caixa da empresa.

Por isso, apesar da não obrigatoriedade, é importante que o MEI abra uma conta jurídica para melhor administrar sua empresa. Esta conta deverá centralizar toda a movimentação financeira do negócio. Fica mais fácil somar as receitas e, especialmente, controlar de modo mais assertivo o pagamento de despesas e impostos.


Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma estrutura gerencial que deve apresentar os recebimentos e pagamentos, além de estimativas de despesas periódicas, para que seja possível organizar as contas e antecipar problemas de ordem financeira.

Descreva diariamente todas as saídas de recursos financeiros do seu negócio, ou seja, todas as despesas: fornecedores, empréstimos, funcionário, despesas diárias e variadas. Depois, anote as entradas provenientes das suas vendas. A diferença entre a receita e as despesas vai resultar no valor que sua empresa tem em caixa. É importante que o fluxo de caixa seja mantido sempre positivo para a sua empresa se manter ativa e crescendo.


Vendas

Saber quantas vendas precisam ser feitas diariamente, semanalmente ou mensalmente para que o seu negócio se mantenha e mantenha sua família é essencial. Por isso, é importante dedicar tempo para o “setor” de vendas. Fique de olho nos prazos, no CAC (custo de aquisição de cliente), nos clientes inadimplentes e principalmente na precificação correta do que você oferece. Cometer erros nesses pontos pode matar o seu negócio individual.


Quer ajuda para criar o planejamento financeiro do seu negócio?

Entre em contato com a gente e peça um orçamento sem compromisso clicando aqui

15 visualizações

Contate-nos

Endereço: Av. Visconde de Indaiatuba, 371

Vila Vitória 01 - Indaiatuba/SP

CEP: 13.338-010

Telefones:  (19) 3875-0898 - (19) 3834-4912

WhatsApp: (19) 9.7409-4112

Email: comercial@apoioindaiatuba.com.br

Siga-nos

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook
  • Instagram

©ApoioCont. All Rights Reserved.

Powered By @RTMD